V BIA, Bienal de Arquitetura de São Paulo

Project: 2003 _ São Paulo, SP _ Brasil Awards: V BIA São Paulo, 1st place _ Concurso Internacional de Soluções para a Metrópole. _ Representing Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Project Team: Adriano Bogalhão, André Weigand, Luiz Eduardo Menezes, Maria Cristina Oliverio, Maria Eliza Friedman e Marcela Pirozzi (autors); _ Maria Giselda Visconti, Nelson Andrade, Marcelo Aflalo, Haroldo Gallo, José Guilherme Savoy de Castro, Francisco Barros e Munir Buarf (collaborators);

Projeto premiado em primeiro lugar no Concurso Internacional "Soluções para a Metrópole no Século XXI", exposto na 5ª Bienal Internacional de Arquitetura e Design, cujo objeto era a revitalização do Largo da Concórdia, em São Paulo.
 
O projeto é uma leitura, reflexão e intervenção na paisagem urbana da região que passa por um acelerado processo de degradação, tendo como principal intuito soluções que contribuem para a sua reintegração urbanística à metrópole.
 
A proposta apresentada pela equipe de estudantes da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) venceu o concurso de escolas entre os 36 trabalhos apresentados. Entre os projetos concorrentes, sete são do exterior (Bangladesh, Finlândia, Canadá, Costa Rica, México, Argentina e Uruguai) e os outros 29, brasileiros.
 
A ata do júri - composto por Patrick Berger (França), Rita Vaz, Demetre Anastassakis e Paulo Sophia, do Brasil, e Riek Bakker (Holanda) - destacou que a maioria dos trabalhos selecionou sítios degradados.
 
O projeto propõe uma nova leitura da região do Brás, bairro da zona central de São Paulo, trabalhando o fluxo de pedestres e ampliando a comunicação entre os dois lados da linha férrea, que corta a região.
 
A equipe cria nova infra-estrutura com edifícios de uso misto (habitação, comércio e equipamentos comunitários), centro e museu universitários, centro poliesportivo, blocos comerciais, torre de escritórios, além de nova configuração para o largo da Concórdia.
 
Segundo o júri, o projeto foi contemplado pela “escolha do tema, por apresentar um programa equilibrado, por sua solução volumétrica equilibrada, por apresentar solução arquitetônica para todos os edifícios e pelo desenho dos mesmos apresentar traços comuns a todos”.

A região do Brás, mais precisamente o Largo da Concórdia, é uma zona central e estratégica da cidade de São Paulo que passa por um acelerado processo de degradação.

Invasão de espaços públicos, poluição visual, a falta de integração entre as áreas contíguas à linha férrea e a descaracterização das funções econômicas, são apenas alguns dos fatores que fazem despertar a atenção para a urgência de iniciativas de intervenção na qualificação do espaço.

O projeto “Largo da Concórdia” é uma tentativa de leitura, reflexão e intervenção na paisagem urbana da região com o intuito de propor soluções que contribuam para a sua reintegração urbanística à metrópole.
Back to Top