SENAC, Águas de São Pedro

Project: 2010-2013 _ Águas de São Pedro, SP _ Brasil _ Construction: 18.362,43m² Project Team: Andre Weigand; Mariana Weigand; Olegario Vasconcelos; Claudia Facchi; Deive Menon; Fernanda Castelo Branco; Marcos Abreu; Simone Balagué; Aline Gaspar; Cintia Silva; _ Structure Project: EPT; _ Electrical and Hydraulic Project: Projetar; _ Automation Project: Bettoni; _ HVAC Project: Felbeck; _ Visual Communication: UnDesign; _ Landscape Design: Bruno Carettoni; _ Facade: NBK-Hunter Douglas; _ Waterproofing: Proiso; _ Kitchen Project: Borman; _ Lightening Project: Acenda; _ Frames, Windows Project: ArqMate; _ Artistic Tiles Panels: Lurca;

Para transformar um hotel desativado de Águas de São Pedro no Centro de Formação para as áreas de Gastronomia e Hotelaria do Senac era preciso otimizar os espaços. Porém, a malha estrutural do empreendimento tinha uma construção caótica. “Criamos ambientes amplos para que fosse possível atender o programa da escola, o fluxo de alunos e os serviços que envolvem a operação de grandes cozinhas”, explica a equipe de arquitetos do a:m studio, responsável pelo projeto. “A segunda necessidade era criar ambientes de convivência, característicos de universidades e escolas”.
No espaço com pé-direito mais alto, dois laboratórios foram implantados, devido à densidade de tubulações e infraestrutura. “O acesso original foi mantido e outros dois foram criados. Um deles na rua oposta, para serviços e entregas, provido de docas e próximo a depósitos, lixeiras e câmaras frigoríficas. O outro acesso, principal para alunos e visitantes, define um novo eixo organizacional, locado entre os dois blocos e no centro do complexo”, destaca.
 
Praça de Convivência:
A Praça de Convivência, localizada sobre o térreo dos edifícios agrupa os blocos norte e sul. “Optamos pelo piso em deck elevado de madeira para a praça. Canteiros e espelhos d’água definem a conformação de uso do espaço, que tem vista para um vasto vale de um novo bairro que está se formando”, ressalta a equipe.
 
Materiais utilizados:
O complexo recebeu revestimento de cerâmica extrudada de perfis variados e brises. “Os perfis são dispostos em quatro módulos que podem ser utilizados de forma invertida, totalizando oito módulos diferentes de brises que garantem maior eficiência térmica e caracterizam o complexo com uma imagem marcante”, destacam os arquitetos.
Back to Top