EAT... emporio e restaurante

Project: 2011-2012 _ Implementation: 2012 _ São Paulo, SP _ Brasil _ Construction: 1.400,00 m² Project Team: André Weigand, Mariana Weigand e Olegário Vasconcelos, Deive Menon, Claudia Facchi, Simone Balagué, Aline Gaspar, Felipe Rodrigues; _ Electrical and Hydraulic Project: GD8; _ HVAC Project: Villenox (kitchens); _ Landscape Design: Bruno Carettoni _ Fire Security Project: Cel. Saltoratto; _ Construction: Metta Engenharia; _ Furniture: Franco e Bachot, Maria Jovem; _ Woodwork: Valter Ramos Casarolli; _ Refrigeration Chambers: San Rafael; _ Kitchen Equipment: Villenox, Incomar e Auden; _ Stones: Pedra de Esquina; _ Floor Tiles: Gail; _ Wall Tiles: Eliane; _ Lightening Systems: Embraluz; Photography: Ary Diesendruck;

Proporcionar um ambiente saudável, descontraído e de fácil acesso foram as premissas para o inicio de desenvolvimento deste projeto.
Com um cronograma apertado e baixo recurso financeiro, a adequação de dois imóveis voltados para ruas diferentes que foram integrados pelos fundos, eram compostos no total por quatro edificações independentes, optou-se por preservar a característica física de galpão de uma das edificações que totalizam mil e quatrocentos metros quadrados. 
Por uma das ruas há o acesso de serviço que leva direto a cozinha passando por sua estrutura auxiliar que inclui câmaras frigorificas. Pela rua oposta ficou a entrada do empreendimento. Um grande portão de ferro basculante fica aberto, encaixado em uma fachada rústica que conta com duas paredes formadas por chapas metálicas dobradas para plantio de vegetação e temperos que podem ser utilizados pelo Chef do restaurante.
Ao entrar no Galpão é possível admirar sua amplitude com grande pé-direito e uma diversidade de opções gastronômicas. São três ilhas de alimentação permeadas pelas estantes e serviços do empório que conta com uma boa seleção de vinhos.
Uma das laterais do Galpão foi toda aberta para um corredor lateral transformado em espaços de convivência do café e do restaurante que recebem iluminação natural e se abrem para um bar e a adega de vinhos formando um novo ambiente integrado ao restante dos usos.
Na lateral oposta do Galpão - limítrofe com um edifício vizinho - foram posicionadas grandes estantes que servem o empório e conferem unidade ao partido arquitetônico adotado. As estantes modulares posicionadas no meio do galpão foram desenvolvidas para flexibilizar o uso e poder receber novo layout na medida da necessidade do empório.
Cada ilha de alimentação recebeu formato e acabamentos diferentes, mantendo sempre a ideia de serem abertas e delineadas apenas por balcões. Os materiais utilizados passam por massas cimentícias de diferentes granulometrias, azulejos de cores e formatos variados, cerâmicas extrudadas de alta resistência para o piso, ferro natural, granilite e tijolos de demolição da própria construção. Todos dispostos de maneira a ressaltar sempre os produtos e conferir familiaridade no ambiente aos frequentadores.
Back to Top